Indenização para pescadores de São Francisco do Sul e Itapoá sai até setembro Imprimir E-mail
Pesca
Qui, 17 de Julho de 2014 23:13

Indenizações aos pescadores totalizarão R$ 65 milhões. Naufrágio da barcaça da Norsul ocorreu em 31 de janeiro de 2008, próximo à praia de Itaguaçu, em São Francisco do Sul.


Os pescadores e catadores/coletores de São Francisco do Sul e Itapoá prejudicados pela poluição decorrente do naufrágio da barcaça Norsul 12 e empurrador Norsul Vitória, ocorrido em janeiro de 2008, na Baía Babitonga, vão receber as indenizações até 10 de setembro. O acordo judicial, firmado entre a Companhia de Navegação Norsul e os pescadores, foi homologado pelo TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina) no último dia 1º. E a Companhia Seguradora Internacional, responsável pelo pagamento, já efetuou a transferência internacional dos valores.

No último dia 10, a remessa das indenizações foi liberada pelo Banco Central e pelo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). Com isso, na última sexta, iniciaram-se os trabalhos para identificação, conferência e preparação dos pagamentos das famílias incluídas no acordo judicial. Os pagamentos estão programados para ocorrer em cada uma das cidades sede das comarcas atingidas e devem ser iniciados no prazo máximo de 30 dias – a contar de 10 de julho – e encerrar no prazo máximo de 60 dias.

No caso dos pescadores que são clientes do escritório Bahr, Neves, Mello & Advogados Associados, que representa 1.971 processos dos 2.500, as datas e locais de pagamento serão informados a cada beneficiário e junto às respectivas colônias de pescadores. Os clientes de outros advogados e escritórios de advocacia devem procurar contato com os seus respectivos advogados.


Relembre o naufrágio

O naufrágio da barcaça da Norsul ocorreu por volta das 23h30 de 31 de janeiro de 2008. O local do acidente foi próximo à boia seis, na Baía Babitonga, a 18 km do canal que dá aceso ao Porto de São Francisco do Sul. A embarcação pertence à empresa Norsul e estava com carga de 340 bobinas de aço proveniente do Espírito Santo para entrega na Vega do Sul. Doze tripulantes estavam a bordo. Todos conseguiram se salvar.

O motivo do acidente, segundo relato de portuários, foi em função do “mar estar mexido”. Isso significa que a maré estava alta e as correntezas no oceano ganharam força, criando ondas com mais de 15 metros. No momento do naufrágio a chuva era muito intensa em alto mar e o rebojo muito forte. À época, o local de naufrágio virou ponto turístico, na praia de Itaguaçu.

Fonte: Jornal Notícias do Dia
Foto: Luiz Fernando Battisti/Arquivo/ND


Matérias relacionadas:

- Pescadores de São Francisco e Itapoá receberão indenização de R$ 65 milhões por naufrágio

- Indenização paga pela Norsul vai financiar projetos ambientais em SC

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar