Após morte de animais, Ibama e PF realizam operação no Litoral de SC Imprimir E-mail
Pesca
Qua, 06 de Agosto de 2014 08:56

Ação foi feita desde 28 de julho e agentes apreenderam redes e cordas. Objetivo da ação foi coibir a pesca predatória de espécies marinhas. A ação começou durante o período de pesca da tainha em Santa Catarina. Foi motivada, principalmente, pelos animais encontrados mortos entre Penha e Itapoá.


A Polícia Federal (PF) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) apreendeu rede e cordas durante uma operação que pretende reduzir a morte de animais marinhas no Litoral Norte. A ação foi realizada nesta segunda-feira (4).

De acordo com o fiscal do Ibama em Itajaí, Márcio Burgonovo, a Operação Parati tem o objetivo de fiscalizar o uso de redes em local proibido. “A ação começou durante o período de pesca da tainha em Santa Catarina. Foi motivada, principalmente, pelos animais encontrados mortos entre Penha e Itapoá. Golfinhos, pinguins e tartarugas apareceram mortos nas praias com marcas de redes”, afirmou.

A operação terminou com o recolhimento de cerca de 30 metros de rede e quatro quilômetros de cordas foram apreendidos durante a ação. Âncoras foram retiradas de toda a costa, já que colocam em risco físico de banhistas e esportistas. Um pescador foi autuado por protestar contra a ação. Dois carros do Ibama e uma lancha da Polícia Federal foram usados na operação.

Fonte: Site G1. Foto: Luiz Souza/RBS TV

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar