Pescadores do Pontal e da Barra do Saí capturam grande quantidade de tainha nesse final de semana Imprimir E-mail
Pesca
Seg, 30 de Maio de 2016 10:13

Na noite desse domingo (29/05), pescadores da Barra do Saí capturaram cerca de 5 toneladas num lanço de tainha. No sábado, os pescadores do Pontal e Itapoá (centro), também tiverem sucesso no lanço. Na sexta-feira (27/05), a Polícia Ambiental apreendeu diversas redes de espera instaladas ao longo do litoral. Os policiais também questionaram eventual ilegalidade de um lanço de tainha em andamento, o que gerou revolta e um princípio de confusão entre pescadores e policiais ambientais.


PESCADORES DA BARRA DO SAI CAPTURAM CINCO TONELADAS DE TAINHA

Boé e demais pescadores da Barra do Saí capturaram cerca de cinco toneladas de tainhas neste domingo (29/05). Boé levantou às 6 horas e partiu para a pescaria em mar aberto. Seria um dia igual a outros como sempre, mas ao encontrar um grande cardume de tainha lançou a rede ao mar e aí começou a grande aventura. Fez o cerco do cardume e a surpresa foi muito grande, pois se tratava de milhares tainhas. Em seguida, solicitou apoio dos dois filhos e demais companheiros que em seguida partiram para o mar com mais três canoas. As canoas retornaram carregadas de tainhas, e foi preciso uma verdadeira força tarefa para descarregar todos os peixes da pescaria.



PESCADORES DO PONTAL CAPTURAM MAIS DE CINCO MIL TAINHAS NO BALNEÁRIO DAS PALMEIRAS

Os pescadores artesanais do pontal do norte também obtiveram sucesso num lanço nesse sábado (28/05). O lanço aconteceu na Praia das Palmeiras, e mais de 5 mil tainhas foram capturadas. "Deus abençoe estes pescadores abundantemente, eles merecem. Foi uma grande alegria, pois os mesmos vem amargando um período de mau tempo e mar agitado com o tempo chuvoso. Faz alguns dias que o tempo não ajuda, e tem dificultado  pesca em mar aberto, diminuindo assim o rendimento de seu trabalho. São Pedro, padroeiro dos pescadores, deu uma mãozinha e mandou um grande cardume de tainhas próximo da praia, compensando o tempo perdido. Todos se pscadores se reanimaram para continuar com sua profissão.", relata um morador amigo dos pescadores.


OPERAÇÃO DA POLÍCIA AMBIENTAL

Na sexta-feira (27/05), a Polícia Ambiental apreendeu diversas redes de espera instaladas ao longo do litoral. Os policiais também questionaram eventual ilegalidade de um lanço de tainha em andamento, o que gerou revolta e um princípio de confusão entre pescadores artesanais do Pontal do Norte e policiais ambientais. O vice-prefeito Josênio Bernardi e o advogado Francisco Xavier Soares foram até o local para apoiar os pescadores artesanais e sanar eventuais dúvidas jurídicas. Na sequência, as redes, barcos e peixe foram liberados pela Polícia Ambiental. "Esses pescadores artesanais são tradicionais e fazem parte da cultura de Itapoá. O lanço da tainha é tradição em todo o litoral catarinense e já é realizado muito antes do município de Itapoá se chamar Itapoá. A Lei protege os pescadores artesanais, mas define algumas regras. E foi nesse sentido que orientamos os pescadores e a situação com a Polícia Ambiental foi resolvida.", comenta o advogado Francisco.


Informações do Diário de Itapoá e de Miguel Arcanjo Minotto. Fotos de Veroni Ramos, Maria Salete Ceccatto e Miguel Arcanjo Minotto.

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar